top of page
  • CMV®

Como obter eficiência na captação de pó

Em diversos processos industriais, a geração de pó e detritos é uma realidade. Para lidar com esse desafio, é crucial contar com um equipamento eficiente de captação. Embora a solução mais evidente seja posicionar uma máquina próxima à fonte de emissão, surge a pergunta: o que considerar ao falar de coletores de pó industriais? Nesta publicação, abordaremos as principais questões a ter em mente quando se trata de coletor de pó industrial.



Como funciona o coletor de pó


A coleta de pó é realizada por meio de diversos equipamentos disponíveis no mercado, cada um operando de maneira única. Em uma visão geral, o funcionamento dos coletores de pó segue um processo simples: o ar contaminado entra no coletor, passa pelos meios filtrantes que retêm as partículas de pó, e o ar purificado é liberado no ambiente. Embora esse processo pareça simples à primeira vista, na prática, sua execução envolve diversas abordagens com custos operacionais variados. Vamos explorar mais detalhes sobre esse procedimento essencial nos próximos tópicos.


Custos operacionais de um coletor de pó


O consumo de energia elétrica destaca-se como um dos principais custos associados à operação de um coletor de pó industrial. Áreas filtrantes inadequadas (relação ar/pano), meios filtrantes de baixa permeabilidade e sistemas de limpeza pouco eficientes dos filtros podem resultar em desperdícios significativos de energia.


O dimensionamento de um coletor de pó é um processo complexo que envolve considerações de vários fatores. Aspectos como granulometria do pó gerado, densidade, segurança (riscos de explosão, incêndio) e toxicidade do produto manipulado devem ser ponderados. Além disso, é essencial realizar levantamentos das perdas de carga existentes antes do coletor de pó, como dutos, curvas e restrições. A equipe técnica da CMV® aborda todas essas variáveis para realizar uma especificação precisa, otimizando o desempenho do coletor de pó em cada cenário específico.


Sistema exclusivo CMV: uma revolução no controle de pó


Em 2011, introduzimos um sistema inovador patenteado que redefine o fluxo de ar nos coletores de pó CMV®, proporcionando uma vantagem exclusiva. Diferentemente dos sistemas convencionais, nosso design utiliza um fluxo de ar descendente, e vamos explicar por que isso faz toda a diferença. Compare o esquema ilustrativo abaixo.


comparativo entre coletores de pó

No sistema CMV®, o pó resultante da limpeza cai diretamente no descarte, enquanto nos sistemas convencionais, ele retorna ao filtro, dificultando a eficiência da limpeza.


Esse sistema inovador melhora significativamente a eficiência da limpeza dos meios filtrantes, permitindo a utilização de pressões mais baixas no ventilador em comparação com os sistemas convencionais. Isso se traduz em economia de energia, menor nível de ruído e aumento da vida útil dos meios filtrantes, destacando a CMV® como líder em inovação na gestão de pó.


coletor de pó industrial
Coletor de pó BMF-H

Aplicações versáteis do coletor de pó CMV (BMF-H)


O coletor de pó CMV®, modelo BMF-H, é uma solução multifuncional ideal para diversas aplicações industriais. Desde a captação de fumos de solda até atividades de jateamento, laser/plasma, pintura a pó, britagem e setores específicos como a indústria farmacêutica, o BMF-H da CMV® se destaca como uma escolha versátil e eficiente para atender às diversas necessidades do ambiente industrial.


Conclusão


Eleve o padrão da sua empresa com um coletor de pó CMV, caracterizado por tecnologia de ponta, baixo custo de manutenção e desempenho superior, cumprindo todas as normas exigidas. Não deixe de preencher nosso formulário para solicitar um orçamento sem compromisso à nossa equipe de vendas.



Comments


bottom of page