• CMV®

Como obter eficiência na captação de pó

Em diversos processos industriais há geração de pó e alguns detritos. Com isso, se faz necessário um equipamento que faça a captação dos mesmos. A solução mais óbvia é colocar uma máquina que realize essa absorção próxima da fonte de emissão, mas a questão que surge aqui é: o que deve ser levado em conta quando se fala de coletores de pó industriais?


A verdade é que há diversos tipos de equipamentos disponíveis no mercado. O coletor de pó, como o próprio nome sugere, serve para captar o pó. Mas como isso acontece? De maneira resumida, o ar sujo entra no coletor, passa pelos meio filtrantes que fazem a retenção do pó e o ar limpo é liberado para o ambiente. Simples, não?


Na prática não é tão fácil, pois existem várias maneiras de fazer isso com custos operacionais bem distintos. Um dos principais custos envolvidos neste processo é o consumo de energia elétrica. Áreas filtrantes inadequadas (relação ar/pano), meios filtrantes de baixa permeabilidade e sistema de limpeza dos filtros pouco eficientes podem ocasionar desperdícios de energia muito significativos.


O dimensionamento de um coletor de pó é algo complexo que deve levar em conta diversos fatores. Alguns exemplos são: a granulometria do pó gerado, densidade, aspectos de segurança (riscos de explosão, incêndio) e a toxicidade do produto manipulado. Também devem ser realizados levantamentos das perdas de carga existente antes do coletor de pó (dutos, curvas, restrições, etc).


Nossa equipe técnica avalia todas essas questões para fazer a especificação correta para cada caso, otimizando o desempenho do coletor ao máximo. Mas além disso tudo, nós desenvolvemos em 2011 um sistema, com patente requerida, que altera o fluxo de ar no coletor de pó da CMV®. Somos os únicos a trabalhar com um fluxo de ar descendente e vamos lhe explicar porque isso é uma grande vantagem. Compare no esquema que ilustramos abaixo.


No sistema da CMV® o pó gerado após a limpeza cai diretamente no descarte. Já no convencional, ele retorna para o filtro, dificultando a limpeza.

O coletor de pó da CMV®, modelo BMF, pode ser utilizado para a captação de fumos de solda, para atividades de jateamento, laser/plasma, pintura a pó, britagem e para a indústria farmacêutica etc.


Esse sistema melhora muito a eficiência de limpeza dos meios filtrantes, possibilitando a utilização de pressões mais baixas no ventilador, quando comparado com o sistemas convencionais. Ele proporciona grande economia de energia devido a menor potência no ventilador, menor nível de ruído e aumento da vida útil dos meios filtrantes.


Adquira um coletor de pó com a tecnologia à altura da sua empresa, com baixo custo de manutenção, o melhor desempenho e, principalmente, atendendo a todas as normas requeridas. Clique aqui e solicite orçamento sem compromisso para nossa equipe de vendas.